de 2022.

 
   
 
   
 

Ops!

Dados não encontrados.

Notícias

14.05.2015

Assenor recebe gestores do projeto Semeando a Liberdade

 

Em sua última reunião administrativa, realizada em 12 de maio, a Assenor recebeu representantes da Cáritas Diocesana de São Mateus para uma apresentação dos resultados do projeto “Semeando a Liberdade”, que tem como objetivo principal a ressocialização de detentos da Penitenciária Regional de São Mateus através do trabalho em fazenda agrícola. Compareceram à reunião Ronaldo Massucatti e Cristiane Bronzoni, ambos da Cáritas, e ainda Yeda Apolinário, da Pastoral Carcerária.

 O projeto é uma realização da Cáritas, Pastoral Carcerária e Asel – Associação Semeando a Liberdade em parceria com Assenor, Leão Alimentos, TROP, Ufes, Prefeitura de São Mateus, Reviver, Coopruj, Penitenciária de São Mateus, Governo do Espírito Santo, SEJUS, SEAG e INCAPER. De acordo com a assistente social Cristiane Bronzoni, o Semeando a Liberdade visa proporcionar a profissionalização e reinserção de detentos no mercado de trabalho, com remissão de pena, garantia de 01 (um) salário mínimo e ainda acompanhamento psicossocial ao reeducando e à sua família.

 Com explicações sobre os resultados positivos que o projeto tem alcançado em um ano de funcionamento, o grupo da Cáritas apresentou números em relação ao investimento inicial, produtividade e receita anual, deixando claro que para dar continuidade ao trabalho é necessário aumentar os esforços em busca de patrocínio, visto que a ideia é ampliar a área de plantio e diversificar a cultura, buscando também outros mercados consumidores para os produtos. Outro ponto importante salientado pelo grupo diz respeito ao retorno de imagem para as empresas que apóiam o projeto, garantido em razão do grande valor agregado de responsabilidade social e bem coletivo.

 Atualmente o Semeando a Liberdade trabalha com 15 internos que cultivam maracujá em 21 hectares. 

 

Outras Notícias

 


   

Mail "Criando a sua empresa na internet"